Os alunos dos períodos da manhã e da tarde tiveram um dia diferente hoje no Instituto Projeto Neymar Jr.

Todas as turmas se reuniram no auditório – divididas em seis grupos – para a competição Soletrando, uma iniciativa da aula de Leitura e Escrita, que tinha como objetivo exercitar a prática da grafia dos alunos de uma forma mais lúdica e divertida.

A atividade começou em sala de aula. Nas últimas semanas, as professoras da disciplina trabalharam soletração com cada uma das turmas. Foram essas as primeiras etapas da atividade que classificou um aluno de cada sala para competir hoje na grande final.

Érica Mendes Rodrigues é professora de leitura e escrita no Instituto e foi uma das idealizadoras da atividade. Ela conta que essa é uma forma de tirar todas as dúvidas dos alunos de forma mais prazerosa, o que acaba conquistando mais a atenção de cada um. “Com essa atividade, temos como objetivo não apenas ensiná-los a correção gráfica de cada palavra, tirar duvidas de acentuação e dígrafos. Estamos também ampliando o vocabulário”.

Também professora da disciplina, Bárbara Luiza Costa Farias elogiou a participação e o interesse dos alunos na competição. “Alguns não queriam entrar e, quando entraram, não queriam sair. Teve aluno que saiu daqui perguntando quando vai ter outro Soletrando, então, é muito gratificante pra gente”, conta.

Mas a atividade ainda vai além de regras gramaticais. A professora Érica lembra que também uma forma de exercitar a empatia e desenvolver a competitividade de forma saudável de vada um. “Isso é muito importante. Durante esse processo a gente viu que muitos tinham dificuldade em aceitar perder, e tivemos que mostrar para eles que é assim mesmo – que não é todo dia que ganhamos, mas mesmo assim devemos tentar. E então, hoje, eles estão aqui e dizendo ‘eu não ganhei, mas meu amigo tá ali e vou torcer por ele’”.

A professora Bárbara reforça: “Foi muito bonito de ver o apoio da turma com o colega que veio pra final”. Ela conta, também, que ficou comovida com o comprometimento dos alunas que estavam competindo, que se envolveram bastante com o Soletrando. “Eles realmente levaram esse projeto muito a sério! Fiquei surpresa com a reação de alguns, que até choraram quando perderam”.