Durante toda esta semana, a Visão Laser, representada por seus oftalmologistas, realizou exames oftalmológicos mais detalhados em crianças que apresentaram alguma dificuldade visual após uma triagem com todos os alunos. O atendimento ocorreu no espaço oftalmológica que fica dentro do Instituto Projeto Neymar Jr. e mobilizou pais e responsáveis que vieram acompanhar de perto a consulta.

p1570313

O oftalmologista José Victor Bordim explicou que após a triagem, eles conseguiram identificar mais de 90 crianças que necessitavam de um acompanhamento mais próximo. “A gente trouxe eles aqui para poder fazer a reabilitação visual com óculos e aqueles que não conseguirem resolver com óculos, nós vamos mandar para o Hospital Visão Laser, em Santos, para identificar o problema e propiciar a reabilitação visual apropriada”.

Adriana Prado Gomes, mãe de uma das alunas que passaram pelo espaço da Visão Laser, contou que percebeu que a filha precisava usar óculos porque ela espremia os olhos para ler e também tinha dificuldade no aprendizado por não conseguir ler de longe, na lousa. A aluna Hosana Prado Gomes apresentou um problema semelhante. “Quando eu comecei a escrever, eu não via muito e aí ficava na frente (da sala de aula) pra ver. Ficava embaçado e eu confundia o O com o D.

p1570279

Após o diagnóstico das consultas, as crianças que apresentarem a necessidade de óculos, também poderão contar com o Visão Laser. O hospital oftalmológico também irá fornecer as lentes e as armações. “Eu tenho três filhos aqui e gosto muito de tudo. As crianças vêm, fazem exame e tem o óculos que, no caso, eu não poderia comprar”, conta Marinalva Jesus dos Santos, mãe de uma das alunas.

O Dr. Bruno Zanchetta, oftalmologista que também estava atendendo no espaço, explicou que na primeira etapa apenas a potência da visão foi verificada, com todas as crianças, através das tabelas disponibilizadas no ginásio do INJR. “Agora a gente está sabendo a metropia que a criança tem, por exemplo, se a criança é hipermetrope, se é míope, se é astigmata, aí através dos nossos exames a gente consegue chegar aos erros refracionais e corrigi-los com as lentes através desse aparelho e, além disso, a gente analisa as outras estruturas oculares como a córnea, o cristalino, a retina, para procurar algumas doenças ocultas nas crianças”, conclui.

p1570334