Respeitar o próximo em meio a todas as dificuldades sociais que o ser humano passa no dia a dia tem sido assunto cada vez mais presente na sociedade. Pensando em um de seus valores, o Instituto Projeto Neymar Jr. realizou nessa sexta-feira (29) o Dia da Inclusão para que os alunos possam vivenciar experiências pelas quais pessoas com necessidades especiais passam no dia a dia.

Dentre as atividades, os alunos tiveram os olhos vendados para trabalharem o olfato, tato e paladar com diferentes gostos, cheiros e texturas. Também tiveram contato com pessoas surdas e mudas, vivenciaram como é andar de cadeira de rodas e de olhos vendados. A educadora Bárbara Luiza falou sobre a mensagem que o Instituto quis trazer nesse dia. “É importante para que eles entendam as dificuldades que essas pessoas especiais passam no dia a dia e que assim não tenham nenhum tipo de preconceito e que aprendam a ajudar essas pessoas”.

Uma das alunas que se mostrou bastante participativa foi Debora da Silva, de 8 anos, da turma D1. “É importante ajudar e respeitar as pessoas porque elas têm uma deficiência e se a gente não respeita elas vão ficar tristes”, contou. Durante as aulas esportivas, os alunos também passaram por atividades nas aulas de judô e natação com os olhos vendados para trabalharem a audição.

 

Durante o mês de março comemora-se a inclusão da sociedade e segundo a Coordenadora Pedagógica do INJR, os educadores prepararam aulas com diferentes situações para despertar a curiosidade e o entendimento de se respeitar o próximo. “Na data de hoje estamos trabalhando com os alunos a empatia. Eles tiveram atividades para conhecerem os cinco sentidos para entender e sentir o que crianças e qualquer pessoa com necessidades especiais passam, como não enxergar, ter dificuldade para escrever, problemas de audição entre outras. Eles adoraram e inclusive comentaram que é muito difícil não enxergar e não andar, então esse era o nosso objetivo”.