Em comemoração ao Dia das Crianças, a UniFsp realizou nesta terça-feira (09) duas atividades educacionais com os jovens atendidos pelo Instituto Projeto Neymar Jr. Alunos dos cursos de Nutrição, Biomedicina e Pedagogia fizeram oficinas de contação de histórias e higienização de alimentos com a garotada.

A ideia de trazer livros para contar histórias surgiu do Curso de Pedagogia da faculdade pela intenção de oferecer meios de incentivar a imaginação dos alunos. Mariana Natal Prieto, professora da UniFsp, conta um pouco sobre a proposta de atividade passada e como foi a participação da garotada durante a contação de histórias.

“Esse desenvolvimento é importante e colabora para ampliar os conhecimentos em relação ao desenvolvimento de textos, por exemplo! Quanto mais histórias eles ouvem, têm acesso à leitura e ao desenvolvimento da imaginação; mais possibilidade de criar histórias próprias elas têm. Os alunos se mostraram curiosos e com inferências sobre o final da história! Gostamos de participar e além de ser um dia agradável para nós oferece para nossas alunas o papel do educador fora da escola em instituições sociais de ensino”, contou.

Em uma das histórias contadas trazia o assunto de como as crianças precisam enxergar a si mesmas e a vida. Uma caixa trazia o final da história com um espelho dentro, e a professora perguntava ao final se os alunos gostavam do que viam e as reações deles foi algo muito positivo. A história dos Três Porquinhos também foi contada de uma maneira diferente e surpreendeu os alunos, como conta Gabriel Silva, aluno da F2 de 10 anos.

“Eu achei muito legal porque eu gosto de ler. Eu gostei da dos 3 porquinhos porque como um espirro derruba uma casa?! A história da caixa eu amei porque a pessoa que tinha lá é muito linda”, afirmou com um sorriso largo no rosto.

Outra proposta trazida pela UniFsp envolveu os cursos de Biomedicina e Nutrição para abordar a higienização dos alimentos e das mãos. Igor Otavio Minatel Professor de Biomedicina conta qual foi a ideia da atividade.  “Falamos de prevenção, infecção e desenvolvimento de parasitoses que são coisas comuns quando a gente não tem essa informação correta com o tratamento e a higienização dos alimentos! É algo comum em crianças nessa faixa etária. porque eles sabem o que é necessário fazer, mas muitos não têm costumes! Também trouxemos exemplos de parasitas e a forma correta de higienizar esses alimentos”.

E para finalizar o dia, Cassiana Regina de Goes, coordenadora do Curso de Nutrição, falou sobre a interatividade que a ação da UniFsp despertou nos alunos. “Eles participaram bastante e quanto maior a turma ela é mais participativa! O tema acaba trazendo bastante curiosidade neles e os exemplos práticos chamaram bastante atenção. Eu me surpreendi porque eles têm um conhecimento legal de higiene de alimentos e das mãos. A gente reforçou o que aparentemente vocês dão aqui”, disse.