1º Campeonato de Xadrez do Instituto Projeto Neymar Jr. premia seus finalistas

24/10/2016

1º Campeonato de Xadrez do Instituto Projeto Neymar Jr. premia seus finalistas

24/10/2016

Aconteceu na tarde desta segunda-feira (24), a grande final do 1º Campeonato de Xadrez do Instituto Projeto Neymar Jr. que contou com a participação de 2.400 crianças integrantes do projeto. Com o intuito de popularizar o esporte entre os alunos, a competição contou com a vitória dos irmãos André e Fabiana Nascimento e com a 2ª colocação de Vicenzo e Ítalo. Após superarem 16 finalistas, os quatro alunos também levaram para casa troféus personalizados e um certificado.

p1330873
Campeonato de Xadrez recebeu os quatro finalistas para uma final acirrada

Movimentos pensados, concentração, silêncio, olhos atentos e mãos ágeis. Foi assim o jogo entre André Nascimento de Melo, de 12 anos, e Vicenzo Hector Castelanno, de 11 anos. A partida começou por volta das 12h20 e durou cerca de 5 minutos. Rodeados por alunos do INJR, a dupla protagonizou uma final emocionante na categoria de 11 a 14 anos.

“Comecei a jogar agora e já cheguei na final então foi legal. Tentei ameaçar as peças dele para ele escapar e sempre usei o rei e o cavalo. O xadrez melhorou a minha estratégia, penso melhor e na escola também pode me ajudar”, contou André, da Turma E10 que levou o 1º lugar.

p1330902
André garantiu o 1º lugar na categoria de 11 a 14 anos

Inspirado na história do tio, que já gravou seu nome no xadrez em campeonatos do estado de São Paulo, Vicenzo Hector Castelanno, da Turma B8, se mostrou feliz com a 2ª colocação. Ele, que já sabia as regras do jogo, acabou perdendo para André em uma partida acirrada.

“Foi bom poder inspirar as pessoas que não sabiam jogar e que aprenderam. Eu já sabia jogar, mas aqui aprendi um pouco do que não sabia. O nosso jogo foi bom só que eu não prestei atenção na torre dele e ele me deu um xeque-mate. Fiquei feliz porque chegar até aqui já é uma vitória para mim”, contou.

p1330857
Vicenzo superou suas expectativas e chegou na final da competição

Quem também se mostrou orgulhoso com a 2ª colocação e não tirou o sorriso do rosto foi Ítalo Camargo Ferreira, de 9 anos, da Turma C6. Ele, que nunca ganhou um troféu de xadrez, conta que aprendeu a jogar no Instituto Neymar Jr. Ítalo enfrentou Fabiana na final da categoria de 7 a 10 anos e classificou a partida como ‘muito difícil, mas legal’.

“Foi bem difícil na verdade. Eu tentei usar mais a torre, porque ela podia ir para os lados. Eu gosto mais de peças assim e do bispo. No final, na verdade, eu não vi aquele peão e eu poderia ter ido para a frente para poder continuar no jogo. Eu queria parabenizar o Instituto por poder organizar esse campeonato foi bem legal e também bem difícil”, disse Ítalo que acabou levando um xeque-mate do bispo de sua oponente.

p1330940
Ítalo aprendeu xadrez no Instituto e garantiu o 2º lugar na categoria de 7 a 10 anos

Única menina entre os finalistas, Fabiana do Nascimento Melo, de 10 anos, da Turma E4, garantiu a dobradinha no 1º lugar ao lado de seu irmão André. Ela que gosta do respeito ao adversário e do trabalho em equipe entre as peças do tabuleiro, não escondia o sorriso com o feito conquistado no campeonato do INJR.

“Eu fiquei muito nervosa no começo aí depois comecei a ter mais tranquilidade. Eu tentei dar o mate pronto só que não deu e o Ítalo jogava muito bem, então eu esperei uma hora certa para eu dar o mate com a torre. O que motivou a disputar o campeonato é por gostar de xadrez. Eu já tentei jogar outras coisas, mas o xadrez me dá tranquilidade e paz. Muito legal ter no Instituto, porque o xadrez ajuda a pensar na estratégia com respeito”.

p1330904
Fabiana de olho no tabuleiro e ao lado o troféu de 1º lugar que levou para casa

Responsável pela idealização e organização do Campeonato de Xadrez, a professora Elisangela Pereira, de 37 anos, era só alegria e orgulho das crianças. Ela conta que a ideia da competição serviu para inspirar e atiçar a curiosidade pelo jogo. Com grandes candidatos nesta final, Pereira destaca os pontos fortes dos competidores.

“A Fabiana e o André são muito competitivos entre eles, mas os dois têm um potencial muito grande. Fiquei muito feliz pelo Ítalo, porque ele não sabia nada de estratégia e ele disse que ia ganhar. O Vicenzo já sabia e disse que para ele o importante era chegar até as quartas de final, mas tá aí conseguiu chegar à final. Estão todos de parabéns”, finaliza.

p1330913
Professora Elisângela de olho na partida entre Ítalo e Fabiana

Finalistas receberam apoio de seus familiares

Trazer a família das crianças assistidas pelo projeto para o Instituto Neymar Jr. é um grande objetivo. Estreitar os laços e a participação direta no trabalho que está sendo feito com os alunos é essencial para o desenvolvimento deles. E foi com a presença dos familiares, que Fabiana, Ítalo, Vicenzo e André mostraram o que aprenderam em sala de aula.

Valéria Patricia Castelanno, 40 anos, é mãe do Vicenzo e não parou de tirar fotos do filho durante a partida. Orgulhosa pela conquista dele, ela conta que estar nessa final foi uma vitória da família inteira.

“Foi uma grande surpresa, porque pra gente que é da família é uma grande vitória. Ele tem Epilepsia Temporal e a neurologista disse que ele ia ter dificuldade com o raciocínio lógico, então para mim foi uma superação. Ele já é um vencedor”.

Quem também ficou na torcida foi Henrique de Camargo, de 16 anos, que é irmão do Ítalo. Ele que já sabia jogar xadrez foi o grande incentivador do irmão mais novo. Depois de treinarem em casa, Henrique conta que presenciar Ítalo na primeira final de um campeonato é motivo de felicidade.

“Foi uma experiência muito boa. Como eu sei jogar também, em casa dei algumas dicas para ele. Eu aprendi antes dele e aqui no Instituto ele se interessou e foi muito orgulho ver ele aqui hoje. É o primeiro campeonato dele e a primeira final nesse ano é uma conquista muito boa”, afirmou.

E se não bastasse um troféu de campeão em casa, a mãe de André e Fabiana viu seus filhos levarem dois. Andrea do Nascimento Melo, de 38 anos, não escondeu a felicidade com a conquista dos irmãos. Ela que foi a maior incentivadora da dupla, também se mostrou ansiosa pela oportunidade das crianças.

“Fiquei muito ansiosa e com orgulho. Falei para eles que conseguiriam, porque são muito focados no que fazem. Cada dia eles me surpreendem mais, jogam em casa juntos e eu disse que ia estar aqui. Isso ajuda muito as crianças, porque o xadrez é disciplina, ajuda a pensar e é um jogo maravilhoso”, encerrou.

p1340013
Andrea mostra o sorriso orgulhoso pela dobradinha dos filhos na competição

Confira Mais Notícias

Matrícula e Rematrícula 2023

06/01/2023

Alunas concluem Curso Profissionalizante de Manicure e Pedicure em parceria com o Instituto Mix

13/12/2022

Copa do Mundo do Projeto Noturno inicia no Instituto Neymar Jr.

13/12/2022